Banco Suíço revelou que primo de Sócrates tem mais de 200 milhões de euros

Segundo o jornal Correio da Manhã do sábado passado, o primo de José Sócrates, José Paulo Bernardo Pinto de Sousa, tem um património que se situa entre 200 e os 300 milhões de euros.

Este montante da fortuna de Pinto de Sousa foi revelado num documento do famoso banco suíço UBS que consta nos autos da Operação Marquês, processo no qual o primo do ex-primeiro-ministro José Socrates é arguido e suspeito de funcionar como testa de ferro do mesmo.

Revelado pelo Correio do Manhã, este documento diz respeito à conta bancária da Benguela Foundation, uma sociedade offshore que tem como último beneficiário o primo do ex-primeiro-ministro José Paulo Bernardo Pinto de Sousa  e principal suspeito da Operação Marquês. O documento do banco suíço UBS integra a documentação sobre as contas bancárias mais relevantes utilizadas pelos arguidos da Operação Marquês.

O documento do banco suíço UBS sobre a Benguela Foundation tem a data de 10 de Maio de 2016 inscrita no rodapé. Neste documento da offshore no campo da “fortuna total” refere que a “riqueza familiar é aproximadamente de 200 a 300 milhões de euros”.

Fonte: Sabado.pt 

 

Artigos Relacionados