Esta grávida não foi ao médico durante 41 semanas… Quando se viu obrigada a ir às urgências, os médicos ficaram sem palavras com o que encontraram!

Esta grávida não foi ao médico durante 41 semanas… Quando se viu obrigada a ir às urgências, os médicos ficaram sem palavras com o que encontraram!

31 Maio, 2017 0 Por admin3

Os médicos ficaram sem palavras com o que descobriram na sua barriga…

Em 31 de março de 2017, uma mulher de 31 anos foi ao hospital de Barnaul, uma cidade no oeste da Sibéria, na Rússia. A mulher, que prefere permanecer anónima, já estava na 41ª semana de gravidez e só queria saber se o bebé estava saudável. Os eventos que se seguiram não podem ser facilmente esquecidos.

A futura mãe revelou aos médicos que não tinha feito nenhum exame durante toda a gravidez. Ela disse que não confiava em médicos e que era cética a respeito da medicina convencional. No entanto, quando ela não sentiu nenhuma contração depois das 41 semanas, decidiu procurar ajuda médica.

Os médicos fizeram um exame e mal pudiam acreditar no que viam. O bebé não estava a crescer dentro do útero da mãe, mas na cavidade abdominal. Essa condição rara é um tipo de gravidez ectópica, onde o embrião ou feto se desenvolve fora do útero, no abdómen. Esse tipo de gravidez tem uma taxa de sobrevivência muito baixa, mas, em raras ocasiões, o bebé consegue nascer saudável.

Os médicos se prepararam rapidamente, e também a jovem mulher, para uma cirurgia de emergência. Uma cirurgia de gravidez de cavidade abdominal de sucesso é extremamente rara e perigosa. Apenas uma dúzia de casos são conhecidos no mundo, no qual a criança nasceu com saúde. Para trazer o bebé com segurança ao mundo, não havia outra opção a não ser realizar uma cesariana.

Com um procedimento tão complicado, tanto a mãe como o bebé correm um alto risco. A retirada da placenta pode levar à hemorragia que, no pior dos casos, pode ser fatal. No total, o parto durou quase duas horas.

Quando os médicos retiraram a bolsa amniótica da barriga da mãe, eles puderam testemunhar o milagre em primeira mão. A bebé não só estava a respirar, como também estava completamente desenvolvida, saudável e a pesar 4 kg. A orgulhosa mamã decidiu dar um nome especial à menina: Veronika – A Vitoriosa.

A história delas se espalhou rapidamente pelo país. No vídeo a seguir pode ver uma das muitas reportagens feitas pela TV local:

Veronika ainda não sabe o quanto sortuda ela é. De acordo com os médicos, a probabilidade de sobrevivência dela era de 1 em 625 milhões. A mamã, extremamente feliz, por outro lado, sabe quanta sorte ela teve e disse na entrevista que irá imediatamente ao médico numa futura gravidez. O fato é que esses profissionais habilidosos foram capazes de fazer o parto da sua filha, apesar das circunstâncias, e deixaram uma boa impressão na jovem mãe, mudando completamente o forma de ela pensar.

Partilhar:

Relacionados: