Revelação sobre a verdadeira causa das doenças do coração feita por conceituado cardiologista, e não é o colesterol!

O Dr. Dwight Lundell é um cirurgião cardíaco conceituado por exercer a 25 anos e ter realizado mais de 5 mil cirurgias.

Mas o Dr. Lundell é um médico polémico.

Ele discorda da grande maioria dos seus colegas de trabalho, que acreditam que os problemas cardíacos estão associados ao colesterol alto.

E seu livro The Great Cholesterol Lie convida as pessoas a esquecer tudo o que lhe disseram sobre dietas com baixo teor de gordura, gorduras saturadas, colesterol e as causas das doenças cardíacas.

Por pensar diferente, o Dr. Lundell foi punido: em 2008, perdeu a licença médica.

Mas ele não desistiu e actualmente trabalha divulgando os seus livros, que se chocam com os conhecimentos científicos estabelecidos sobre prevenção e tratamento de doenças cardíacas.

Mas qual é o pensamento do Dr. Dwight Lundell?

Vamos tentar simplificar.

No tratamento convencional, o primeiro passo é reduzir o colesterol com remédios e uma dieta severa para diminuir a ingestão de gorduras.

Segundo o Dr. Lundell, doenças cardíacas são, na verdade, resultado de inflamações na parede das artérias.

A preocupação é grande porque cada vez mais as pessoas têm morrido com problemas cardiovasculares, mesmo um quarto delas sendo tratadas convencional-mente.

Alguma coisa está errada?

O cirurgião não nega que estes pacientes tenham colesterol alto, apenas afirma que o colesterol se acumula nas paredes dos vasos sanguíneos por causa da inflamação.

A inflamação é a raiz do problema!

E a consequência são doenças cardíacas e AVC.

Ou seja, se a inflamação é tratada, todo o resto é também.

Nossas paredes vasculares se inflamam para proteger o corpo de vírus, bactérias e toxinas.

Se nos expusermos frequentemente a estes males, com certeza desenvolveremos inflamação crónica, como é o caso dos fumadores.

Além deles, outro grupo que está em perigo são os que seguem uma dieta desequilibrada, que, na teoria do Dr. Lundell são aqueles que consomem pouca gordura saturada e muita gordura poli-insaturada e carboidratos.

Este tipo de rotina alimentar danifica os vasos sanguíneos e inflama as paredes vasculares.

Segundo o médico, o efeito é semelhante a uma escova áspera e dura passada no braço.

O que acontece?

Se fizer por alguns minutos, a pele vai ficar vermelha.

Agora imagine isso por horas, e até mesmo por anos.

O resultado será uma irritação tão profunda que vai sangra e inflamar.

É assim que ficam as nossas paredes vasculares: irritadas e inflamadas.

Já deu para entender onde queremos chegar?

O medicamento convencional de reduzir a gordura radicalmente por tanto tempo é, na verdade, um catalisador do problema.

Vamos repetir a tese do Dr. Lundell: todos estes anos, a ciência acreditou que o remédio convencional fosse a cura, mas, na verdade, era um grande veneno.

A gordura saturada não deve ser evitada, pois é menos propensa a causar inflamação do que os óleos poli-insaturados, que, por incrível que pareça, são rotulados como saudáveis.

Então temos aqui dois mitos:

1. Gordura saturada aumenta o colesterol no sangue

2. Colesterol é a causa de doenças cardíacas

E afinal, o que é bom e o que deve ser evitado para tratar os problemas no coração?

Simples!

Invista em alimentos vegetais (verduras e legumes), gordura animal (ovos e carnes não processadas) e exercícios físicos.

Fuja de doces, alimentos processados e do excesso de óleos vegetais, especialmente o de soja, milho, canola e girassol (principalmente o não prensado a frio).

Estes ingredientes não foram feitos para o nosso corpo e danificam a parede vascular, causando inflamações e, por fim, problemas cardíacos.

É o que defende o Dr. Dwight Lundell.


Segue a nossa página de facebook:


Vais Gostar de Ver

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *