ÚLTIMA HORA! Turquia abate avião Russo! O clima de desconforto intensifica-se a larga escala…

ÚLTIMA HORA! Turquia abate avião Russo! O clima de desconforto intensifica-se a larga escala…

24 Novembro, 2015 0 Por admin

A presidência da Turquia confirmou ter abatido nesta terça-feira (24) um avião militar russo Su-24, que caiu em território sírio perto da fronteira com o país. O governo turco afirma que a aeronave violou seu espaço aéreo e não respondeu a diversas advertências, tendo sido derrubado por um caça F-16. O premiê da Turquia, Ahmet Davutoglu, ordenou consultas com a Otan, a ONU e países relacionados para debater o caso.

Os pilotos da aeronave se ejetaram durante a queda. Segundo a emissora CNN-Türk, um deles morreu e o outro foi capturado por rebeldes sírios turcomanos. Os rebeldes lutam contra o regime do presidente Bashar al-Assad nas montanhas da fronteira turca, perto da província de Hatay (sul da Turquia), e são um dos alvos dos bombardeios russos no país.

Os turcomanos, uma minoria síria que fala turco, recebem apoio da Turquia, enquanto os aviões russos respaldam o regime de Assad, o que acrescenta complicações diplomáticas ao incidente.

O Ministério de Defesa da Rússia informou que o avião de guerra abatido era da Força Aérea do país, mas não violou o espaço aéreo turco.

“Durante o voo, o avião permaneceu todo o tempo sobre o território da Síria, como ficou registrado nos radares. O avião voava a 6 mil metros de altitude. Estamos esclarecendo o que ocorreu com os pilotos que, segundo dados preliminares, conseguiram abandonar a aeronave”, informou o ministério.

O Exército turco alegou que o avião foi informado mais de dez vezes durante cinco minutos sobre a violação.

“Muito grave”

Mais tarde, o porta-voz do governo da Rússia, Dmitri Peskov, afirmou que a queda do SU-24 é “muito grave”, mas que o Kremlin vai aguardar que todas as circunstâncias do incidente sejam esclarecidas. “Trata-se de um fato muito grave, mas, sem ter informações plenas, é impossível e incorreto dizer algo sobre o assunto”, disse Peskov à imprensa russa.

O porta-voz disse que o Ministério da Defesa da Rússia não pode determinar, por enquanto, as causas da queda do avião. Porém, disse que a aeronave “estava no espaço aéreo da Síria”. “Seria incorreto avaliar o incidente, fazer conjeturas ou tirar conclusões sem ter todas as informações”, ressaltou Peskov.

Bombardeios na Síria

Trata-se do primeiro avião perdido pela Força Aérea russa que bombardeia posições de organizações terroristas na Síria desde o último dia 30 de setembro. A Turquia denunciou várias violações russas de seu espaço aéreo e alertou que derrubaria os aviões que voltassem a entrar sem autorização no território turco.

Na época, a Rússia reconheceu os incidentes e os atribuiu às más condições meteorológicas na região da base aérea de Jmeimim, usada pela Força Aérea do país na operação na Síria. Além disso, afirmou que o local está a apenas 30 km da fronteira sírio-turca.

A Turquia, que se opõe à intervenção militar russa na Síria, pediu o estabelecimento de uma área de exclusão aérea na fronteira entre os dois países.

A Rússia inicialmente se concentrou em atingir rebeldes oposicionistas ao governo de Assad, mas passou a mirar o Estado Islâmico depois da bomba que derrubou um avião russo da Metrojet e deixou mais de 200 mortos no Egito – o atentado foi reinvindicado pelos extremistas.

Fonte: UOL

Partilhar:

Relacionados: