A EDP vai sortear 100 anos de eletricidade e gás grátis! Participa já!

A EDP voltou a mexer com o mercado livre das energias, e desta vez lançou um concurso que vai interessar a toda a gente! Estão a sortear um total de 100 anos de eletricidade e de gás completamente gratuitos. E não, o prémio não obriga ninguém a ser imortal! O prémio é transferível para os herdeiros do vencedor!

edp_100_anos

O concurso é lançado esta segunda-feira e prémio passa para os herdeiros. Ideia surgiu da nova campanha publicitária realizada por Manoel de Oliveira

Para concorrer é preciso, desde logo, ser cliente da EDP Comercial – ou entretanto aderir ao operador do grupo EDP para o mercado livre de energia.

Depois, é preciso fazer um vídeo onde os concorrentes “mostrem a excelência da sua família através de uma área/atividade que tenham em comum”, explica a EDP em comunicado. Por exemplo, cozinharem todos bem, saberem todos cantar ou dançar ou qualquer outro tipo de atividade, desde que seja feita em família.

Uma vez feito o vídeo deve fazer-se o upload no site da campanha (energia.edp.pt) para serem “sujeitos a votação do público e de um júri”, diz ainda a EDP no comunicado.

O vencedor será divulgado a 14 de setembro.

Juntamente com o concurso é lançada uma campanha publicitária, que já está a passar na televisão desde esta segunda-feira à tarde e que é intitulada “1 Século de Energia”.

Realizada por Manoel de Oliveira – apesar de este ter falecido durante o processo de pós produção – os filmes desta campanha são centrados em famílias e nas suas várias gerações e daí que os concorrentes aos 100 de energia grátis tenham de fazer um vídeo sobre e com a sua família.

Esta campanha parte, por sua vez, do documentário inédito “Um século de energia”, também realizado por Manoel de Oliveira.

O filme foi apresentou esta tarde na nova sede da EDP, na 24 de julho, e “vai ser apresentado também em 10 cidades portuguesas [Braga, Porto (sede EDP), Aveiro, Coimbra, Leiria, Santarém, Lisboa (museu eletricidade), Setúbal, Évora, Faro], num roadshow nacional, como era vontade expressa de Manoel de Oliveira. Desta forma, o grande público pode visionar a última obra do cineasta”.

À exceção do Porto, que será na sede da empresa, as projeções do documentário serão nas fachadas dos edifícios das câmaras municipais nas cidades escolhidas.

Partilhar:

Já viste o nosso Instagram: @muitofixe.pt

Relacionados:

Comentários: