O filho foi chamado de “monstro”… Então o pai deu uma grande lição nas redes sociais.

O filho foi chamado de “monstro”… Então o pai deu uma grande lição nas redes sociais.

26 Setembro, 2017 0 Por admin3

O menino tem apenas 8 anos e já fala em suicídio, devido a ser gozado e chamado de feio, louco e monstro, pelos seus colegas da escola.

Um menino de 7 anos foi chamado de “monstro”, e então, o seu pai dá uma lição nas redes sociais aos agressores.

No mundo em que vivemos e que hoje em dia se intitula como liberal e sem preconceitos, verificas que afinal ainda existe muita discriminação, onde tu podes ser humilhado pela tua cor de pele, religião ou até mesmo por seres diferente ao teres uma doença.

Jackson Bozzart , de 7 anos estava na escola, a comer o seu pequeno almoço, quando chegaram à sua beira 3 meninos mais velhos e começaram a humilhar a criança, dizendo palavras agressivas e chamando de “feio” e de “monstro”.

Antes que o pior viesse acontecer a esta criança, uma auxiliar conseguiu parar o Bullying (prática de atos violentos, intencionais e repetitivos contra pessoas indefesa, sobretudo incide mais sobre crianças e jovens podendo mesmo causar danos físicos e psicológicos) a que estava a ser sujeito.

O menino nasceu com Síndrome de Treacher Collins (doença genética com uma condição rara, que afecta o desenvolvimento normal dos ossos e tecidos faciais) e devido a esta doença Jackson já teve que passar por várias cirurgias. Devido a este tipo de Síndrome, a criança encontra-se quase surda.

Devido às deformidades que a doença trás à aparência de Jackson, e sendo diferente das outras pessoas, passou a ser alvo de bullying não só da parte dos colegas, mas também de pessoas adultas.

Dan Bezzant, pai da criança fez uma publicação no Facebook onde decide dar uma lição aos agressores, só que o inesperado aconteceu e a sua publicação tornou-se viral na Internet.

O pai colocou na sua publicação o que fizeram ao filho e sente como se a sua alma estivesse a ser arrancada e o seu coração em pedaços, porque esse jovem bonito chamado Jackson que é o seu filho, está a sofrer constantemente comentários depreciativos e está a ser vítima da ignorância das pessoas que não compreendem a sua condição.

Esta criança, devido à sua condição, não tem amigos, sentindo que todos o odeiam e chegando mesmo os colegas a atirar-lhe pedras, e gritar palavras horríveis.

Este pai desesperado, pede no Facebook que as pessoas apenas tomem um minuto de atenção para lerem a sua publicação, pede também aos pais que se coloquem na sua posição se tivessem um filho com este problema de saúde. Pede aos mesmos para que eduquem os seus filhos a lidar com as diferenças, com as necessidades especiais das outras pessoas e deixa uma frase bem forte que é: ”Por favor pais eduquem os vossos filhos”.

Dan nunca esperou que esta publicação se tornasse viral e fosse partilhada, e com isto conseguiu que as crianças da escola do filho o começassem a ver com outros olhos, devido ao que Jakson já tinha passado e ainda estaria por passar. Assim, os outros meninos começaram a aproximarem-se dele e até a protegê-lo daqueles que ainda se achavam uns valentões.

Também esta publicação contribuiu para que o pai e filho, conhecessem na sua área de residência, outras 2 crianças com o mesmo Síndrome e até já planeiam brincar juntos, o que é bastante bom para Jakson que assim vai sentir que não é o único nesta condição e que não está sozinho nesta luta contra a doença.

Dan, o pai da criança, foi muito corajoso ao falar de bullying sem qualquer medo. Aqui temos um grande exemplo que não devemos maltratar, discriminar as pessoas pelo seu aspecto exterior, ou por qualquer doença que tenham, mas sim valorizar o seu aspecto interior, porque são seres que precisam de muito amor, carinho e compreensão para conseguirem sentir-se iguais aos outros.

Diz não ao bullying e denuncia se alguma vez assistires a tal atrocidade!

Partilhar:

Relacionados: