Países paradisíacos onde viver é muito mais barato do que imaginas!

Países paradisíacos onde viver é muito mais barato do que imaginas!

24 Julho, 2016 1 Por admin29

Queres viajar e conhecer países paridisíacos?

Então faz já as malas e prepara-te porque nós vamos mostrar-te 15 países com lugares de sonho onde se pode viver muito mais barato do que podes imaginar.

Óbvio que não são lugares totalmente perfeitos, mas a aventura, o sol radiante e a água cristalina fazem valer a pena.

Indonésia

1 2Dizem que, na Indonésia, é possível comer, rezar e amar. Bem, é possível também viver confortavelmente sem precisar de muito dinheiro. Os preços são bastante acessíveis: consegue comer bem por menos de um dólar e morar decentemente por 150 euros mensais. Mas trabalhar praticamente só é possível pela Internet, já que a taxa de desemprego é muito alta.

Cambodja

3 4O Cambodja é um dos principais destinos para viajantes com orçamento limitado. Lá também é possível ter uma vida digna com pouco dinheiro.
Por exemplo, 5 euros são suficientes para que pescadores locais preparem para si um jantar com caranguejos pescados por eles mesmos. Qualquer outro tipo de marisco não passa de 2 euros o quilo.
Então, qual o problema? Esta não é uma ilha deserta cheia de praias paradisíacas, onde pode descansar em baixo de um guarda-sol durante horas. No Cambodja, as praias são ’decoradas’ por cães de rua e outros moradores dos bosques. A escolha perfeita para quem quer fugir da cidade.

Vietname

5 6Esqueça os filmes sobre guerra! Este é um país surpreendente! O litoral do sudoeste do Vietname orgulha-se de abrigar 11 mil hectares de floresta tropical, além de ser um dos melhores lugares na Ásia para praticar mergulho e caça submarina: muito perto da costa há uma grande barreira de corais e, mesmo durante a alta temporada, é possível aproveitar os atractivos do local sem a presença de centenas de turistas.
Por isso, viver por lá custa entre 150 e 200 euros por mês. Mas vai precisar acostumar-se a conviver próximo dos moradores locais, que, na sua maioria, não falam inglês. Nas ruas, tenha cuidado com as motocicletas.

Laos

7 8O Laos é um país situado no sudeste da Ásia, famoso pelas suas belas montanhas, mosteiros budistas e pela prática de rafting em botes de borracha, com paradas em cafetarias e bares flutuantes.
Os preços em Laos são bastante convidativos: por lá, é possível viver com um orçamento entre 9 e 20 euros por dia, e fazer uma refeição gastando entre 1 e 5 euros. Alugar uma bicicleta durante todo o dia custa 10 euros.

Tailândia

9 10Apesar de ser um lugar muito popular entre turistas e um pouco mais caro do que outros países asiáticos, os preços na Tailândia não são tão altos quanto em alguns países da América ou da Europa.
Alugar uma casa inteira custa entre 160 e 320 euros por mês. Já um prato de comida gira em torno de 1 a 3 euros . Se quiser alugar uma pequena motocicleta durante um mês, custará entre 63 e 80 euros. Vale a pena sublinhar que, nas zonas rurais tailandesas, no meio da floresta, é possível encontrar hospedagem por 4 euros a noite.

Índia

11 12Este país altamente povoado é o lar do Taj Mahal, de cavernas famosas, fortes, templos e vacas sagradas. Além disso, é um lugar que oferece opções muito baratas para se viver. Com apenas 100 ou 110 euros, é possível alugar um apartamento para duas pessoas durante todo o mês. Um prato de arroz quente com frango custa cerca de 40 rúpias, ou 60 cêntimos de euro. Se a fome atacar e o estômago pedir algo mais substancial, um jantar completo custa 2 euros.

Nepal

13 14O místico Nepal, terra do Monte Everest, tem orgulho de ser o centro espiritual da Ásia e destino daqueles que desejam meditar e mergulhar na atmosfera única do lugar. É ainda o local perfeito para os que gostam de contemplar belas montanhas e mosteiros sagrados. O Nepal é o paraíso para viajantes com pouco dinheiro. Os gastos com alimentação podem ser cobertos com apenas 1 euro. Claro que, se preferir comer em restaurantes, irá sair um pouco mais caro, cerca de 8 euros. Alugar um apartamento de 1 quarto em Katmandu (a capital) custa 1 ou 2 euros por dia. E andar em transporte público pode custar apenas 2 cêntimos de euro.

China

15 16A China é um país cheio de contrastes, com paisagens rurais pitorescas e grandes metrópoles repletas de gente, que se misturam com a beleza natural e selvagem do deserto de Gobi e da face norte do Monte Everest — a face sul é a do Nepal.
Ainda que a China seja um país muito grande, não é muito difícil ir de um lugar para outro. Viajar no território chinês não é tão cansativo quanto em outros países asiáticos. Apanhar um táxi na maioria das cidades pode sair até mesmo por 1 euro. Comer bem não custa mais do que 2 euros em grande parte do país.

Veliko Tarnovo, Bulgária

17 18Os países mais baratos para se viver não têm nada em comum com esta nação. Aqui, o custo de vida é muito alto, mas em comparação com a Suíça, viajar para a Bulgária nas férias é muito barato. As paisagens não ficam a dever em nada à França, e uma garrafa de cerveja no país custa apenas 80 cêntimos de euro. Alugar um apartamento custa 200 euros por mês.

Nicarágua

19 20A Nicarágua é mais um óptimo destino para quem viaja com um orçamento reduzido. Neste país, quase tudo é muito barato, começando pela comida e pelo aluguer de um imóvel. É importante entender que, apesar do custo de vida não ser alto, não significa que a qualidade de vida seja baixa. 900 euros por mês são suficientes para alugar um apartamento, pagar refeições para duas pessoas e para pequenos luxos (como ir ao cinema).

Guatemala

21 22Este país cheio de cores e com uma cultura riquíssima, é também um dos mais baratos com relação ao custo de vida. Um apartamento de 1 dormitório pode custar 100 euros por mês. Entre 24 e 40 euros são suficientes para alimentar uma pessoa por uma semana. Estando por lá, não deixe de experimentar o excelente café.

Honduras

23 24Honduras é hoje um dos destinos turísticos mais procurados por oferecer aos visitantes preços justos, belas paisagens, bom clima, deliciosa comida e locais românticos. Um prato típico pode custar cerca de 3 euros.

Peru

25 26Claro que o Peru não é um país pequeno, logo os preços podem variar muito entre as regiões. Por exemplo, em Lima, cidade em constante desenvolvimento (e referência gastronómica mundial), os preços não costumam ser tão baixos. Já em cidades menores e povoados, é possível morar em boas condições e no meio da natureza aproveitando atracções locais por poucos euros.

Cidade de Guanajuato, México

27 28No coração do México fica esta bela cidade, dona de uma rica cultura. É possível alugar um apartamento por 150 ou 200 euros por mês. Uma cerveja num bar mediano custa menos de 1 euro. Um bilhete para o cinema sai por cerca de 3 euros.
Esta cidade é conhecida pelo Festival Internacional Cervantino, que acontece desde 1972.

Ksamil beach, Albânia

29 30

Este lugar perfeito para uma vida tranquila fica no extremo sul da Albânia. Com clima típico do Mediterrâneo, produz frutos como azeitonas e tangerinas. Diferentemente dos vizinhos gregos, italianos e até mesmo croatas, aqui é tudo muito barato: uma cerveja custa 90 cêntimos de euro, e o custo com uma moradia não costuma ultrapassar 150 euros por mês. Se o assunto for frutos do mar, o local produz mais de 30 tipos, cujos preços oscilam perto dos 6 euros. Uma garrafa de vinho também custa 6 euros. É um verdadeiro destino à espera para ser descoberto.

Partilhar:

Relacionados: