Vem aí uma tempestade severa para Portugal…

A propósito da recuperação do controlo público do capital da TAP, António Costa afirmou secamente que a execução do programa de Governo não está sujeita à vontade de particulares que resolveram assumir resolveram assinar um acordo com o Estado português em situação precária, com o Governo em vésperas de eleições legislativas. Mais, acrescentou que a reversão será feita com acordo ou sem acordo com os privados.

_mg_7460

A gravidade destas declarações não encontra paralelo na história recente de Portugal. Com duas simples frases é passado um atestado de inutilidade à palavra dada pelo Estado através de um Governo legitimamente eleito, o anterior.

A cumprir-se a determinação do atual Primeiro-Ministro, das três uma:

– ou a reversão do negócio se faz unilateralmente, o que só poderá ocorrer por expropriação ou nacionalização gerando avultados pedidos de indemnização;

– ou se faz por acordo decorrente da aceitação pelos privados de avultadas compensações;

– ou o Governo recorre aos tribunais e espera longamente por uma decisão que, se lhe for favorável, também gera devolução de financiamentos e reparação de danos.

Em qualquer dos cenários, os contribuintes perdem sempre por duas vias: têm de assumir pesadas indemnizações e ficam com uma empresa falida nas mãos, onde têm de pôr mais capital e liquidez para não fechar de imediato.

Perda maior, quem está de fora a olhar para um país que prometia ser cada vez mais atrativo para o investimento estrangeiro, começa a pensar em passar ao largo. E quem cá tem investimentos começa seriamente a pensar em fugir a sete pés.

Somemos esta perspetiva a uma oposição feroz da Comissão Europeia a qualquer tentativa de recapitalização pública da TAP sem um radical plano de reestruturação com despedimentos em massa e fecho de linhas aéreas e temos grossa tempestade vinda de Bruxelas a caminho de Lisboa.

As nuvens já começaram a adensar-se no horizonte com a publicação de um relatório discreto da Comissão Europeia onde se pode ler que Portugal não tem margem nenhuma no défice para aumentar despesa pública e desta forma incentivar a economia.

Este recado surge numa altura em que o novo Governo devolve salários e subsídios, aumenta pensões e corta sobretaxas de IRS por escalões.

Mais, surge numa altura em que se revertem os mecanismos de suspensão da contratação coletiva, se reintroduz a semana das 35 horas de trabalho, se reintroduzem feriados e se revertem outras concessões de transportes.

Quer o programa de Governo socialista que seja assim.

Quer o Primeiro Ministro que seja assim.

Querem o Bloco de Esquerda e o PCP que seja assim.

Bruxelas começa a deixar de querer que seja assim.

Primeiro vai estalar o verniz das recepções iniciais nas cimeiras.

Depois vão cair raios e coriscos de Bruxelas sobre Portugal.

A começar na TAP.

Pobres trabalhadores excelentes que mereciam bem melhor sorte.

Fonte:sicnoticias


Segue a nossa página de facebook:



32 comments

  1. tal e qual sem por nem tirar isto e mesmo o que vai acontecer a portugal se este ,dito governo,,nao foi eleito pelo pvpovo mas sim ,imposto por ,um golpe esquerdista radical que vai por o pais na ,,miseria sem credebilidade ,,excelente este artigo ,,bem conseguido porque toca na realidade,,ja comecam os sinos a dobrar e o pior esta ainda para chegar

      1. Eu nao como dinheiro…! Como peixe, carne e derivados, e como frutas e legumes…! Nao é o dinheiro que me mata a fome. O que me mata a fome é o que o Cavaquismo e Bruxelismo se teem empenhado em matar.nos: a nossa agricultura, a nossa pesca, a nossa industria transformadora…!
        Mas neste momento já nem é bem isso que me assusta mais. O que me assusta mais é que estao a matar o que de mais precioso temos: a fé, a coragem, a força..! Tudo em nome das ameaças de que nao vai haver dinheiro….! Tal e qual o Marcelo Rebelo de Sousa, a quem nao passava pela careca um tribunal constitucional defender a constituiçao de um país, de um povo, porque poderia ter efeitos nos acordos com a troika (ainda morríamos todos á fome)…!
        Estes artigos de opiniao so teem como objectivo aterrorizar-nos de forma a entregarmos de mao beijada o que de mais precioso temos- a nossa liberdade- . E ver pessoas que ja perderam sua fe, força e vontade defenderem estes trafulhas dá-me nojo…! Vai, pega em notas e come-as e depois diz que vives linre, seu palhaço…!

        1. Boas palavras, muito filosóficas até!
          Espero é que ao menos sejas contribuinte para sentires na pele os novos gastos que se estão a preparar!
          Será que vais ter as mesmas quando o António Costa fugir?
          Só um aparte, a boa educação e respeito fica bem a qualquer um.

      2. Hum!!!!! Só se for voce que como á custa de Bruxelas Eu cá como e muito mal à minha custa e do meu trabalho mal pago Ora essa !

    1. deixe aí o seu número de telefone, para o avisarmos, quando isto cair outra vez.
      depois, não se esqueça de avisar o labrego de que falou.

  2. Reparem: este individuo é funcionário da sic, que por sua vez o seu dono é o Balsemão, que por coincidência é fundador do PPD/PSD, conselheiro de estado pelo psd, porque não são isentos e honestos?
    Por uma vez na vida tenham vergonha na cara.

    1. E só por essa longa ligação tem de se calar nas opiniões que tem…?
      O expresso é do mesmo grupo e o seu director, que por acaso é irmão do costa, sabe dizer bem e mal deste governo e do PS…

  3. Mais uma vez o iluminado José Pedro Gomes não acerta uma, enfim… Se ainda for a tempo, faz muito António Costa em tentar refazer uma péssima negociação, totalmente efectuada em cima do joelho.

    1. Pela 1ª vez temos um governo que segue uma linha clara, recta, pré anunciada, sem engano ou mistificação. A possibilidade de um conjunto de lobbys boicotar é real, concordo, em parte, com o jornalista. Espero que tudo corra bem a Costa, porque Portugal merece… afinal não fizemos mal a ninguém…. A arrogância e a ignorância de de comentadores de direita também me merece preocupação.

  4. MS: este SENHOR, é das pessoas mais honestas que vejo e oiço na nossa TV. Fala para que todos percebam, nunca o vi ” por-se em bicos dos pés ” é humilde e conhecedor dos assuntos que comenta. O ser empregado de… não lhe ” rouba ” a inteligência que põe em tudo o que investiga. Tivéssemos nós ( o País ), muitos Homens com a sua dignidade e certamente seríamos melhores. Por mim: obrigado Dr. José Gomes Ferreira, pelo muito que me esclareceu, neste ” mundo sujo “, que é a nossa economia/ finanças.

  5. A opinião dos que criticam o sr Jose Gomes Ferreira, pela clareza e factos que apresente.
    Tem uma visão curta, o nosso país devia suspender a democracia por um periudo ,fechar o parlamento e ter técnicos pagos reorganizar e ajustar o país.
    Com isso teríamos menos gastos o povo pagaria menos importo se logo vivia melhor,

  6. Bem, se assumirmos de uma vez por todas que não fazemos nada que Bruxelas não aprove, pergunto -me para que continuamos nós com a farsa das eleições? Instale-se um grupo de eurocratas qualquer em São Bento e poupe-se o dinheiro dos contribuintes

  7. Então o José Gomes Ferreira acha q qd o estado e o povo Português é assaltado por um governo q deve calar e consentir. Mais vale nem haver tribunais. Veja lá a chatice q n causa. Por essa linha de raciocínio se eu for enganado num contracto mais vale nem ir a tribunal. Só a chatice que eu ia ter … n compensava. A procura da justiça e verdade para o José Gomes Ferreira n interessa nada. Portugal inteiro sabe q é um fã do PSD. Detestando eu o PS quase tanto como o PSD e CDS ao menos fico contente q o PS tenha um pouco mais de vergonha na cara.

    1. A cegueira ideológica é tão grande de quem contesta as afirmações do José Gomes Ferreira, que eu gostaria de ver esses mesmos “cegos” a meter o seu dinheiro na TAP, invés de sermos todos nós a pagarmos a teimosia idiota do Antonio Costa.

  8. Este nojento, vendido à corja da direita, devia ter vergonha deste tipo de discurso. Ele a a canalhada que tem as costas quentes e vem para aqui espumar ódio e apoiar este discurso bafiento. E ainda por cima tem a lata de dizer que a confiança no Estado está posta em causa, como nunca. Eu relembro-o a ele e a todos os FDP da mesma laia, que o Estado Português, a partir do momento que quebrou o contrato com os cidadãos e lhes roubou pensões e direitos, deixou de ter credibilidade há uns anos.
    E não me venham com a conversa de Bruxelas, porque quem manda aqui, somos nós e não é Bruxelas nem Berlim. Estamos a pagar o empréstimo e isto não é um feudo deles.
    O vosso sonho de transformar isto num jardim de meia-dúzia de chulos priviligiados, servidos por escravos, ACABOU!

  9. Penso que estamos perante o político mais incompetente da história, porque perder as eleições mais fáceis da história deste país não tem paralelo.

  10. Tudp muito lindo a gricultura esta na miseria porque alguns agricultores querem ficar logo milionarios e quanto aos portugueses temos de trabalhar produzir rapido e bem que dai vem as melhoras

  11. Este comentador contabilsta de meia tijela , ainda não percebeu que Portugal tem um primeiro ministro que defende os interessses nacionais e que tinha avisado que a TAP era um activo estratégico ,pelo que teria que ficar na defesa dos nossas decisões . O tempo de vender os interesses nacinais a preços de saldo , aos ditos investidores estrangeiros que nunca investiram um tostão no nosso sistema produtivo e sem nunca terem criado um único posto de trabalho teria que acabar um dia ……

    1. Se esse activo é assim tão valioso, junte um grupo de idiotas que compartilham a sua ideia, e metam lá o Vosso dinheirinho, em vez de sujeitarmo-nos a todos a esse imbecilidade do Antonio Costa.

  12. JGF- depois do que assisti nos últimos 4 anos não me parece que as declarações do António Costa sejam tão graves a ponto de as considerar inéditas na história recente de Portugal… em minha opinião é mesmo um atestado de inutilidade à palavra dada pelo Estado através de um Governo compostos de uns idiotas uteis ao serviço do poder económico e financeiro, que passaram os últimos 4 anos a aumentar de forma imoral os impostos através de uma politica de confisco para capitalizar a banca, arruinando milhares de famílias para preservar sem consequências os corruptos dos banqueiros com as suas vidas principescas, fico na espectativa que a sociedade encontre forma de fazer justiça a essa escumalha e que lhes aconteça o mesmo que Nicolau II

    Espero que se concretize a primeira opção

    – a reversão do negócio se faz unilateralmente, o que só poderá ocorrer por expropriação ou nacionalização gerando avultados pedidos de indemnização

  13. estes iluministas querem e tacho, o dinheiro da troika que veio foi para os banqueiros nem 1 centimo para os pobres.
    mas o povo e que paga.
    Sim isto vai ao fundo, mas vamos afundar todos pobres e ricos e a mama acabou querem dinheiro trabahem.

  14. Quem se «quilha»é sempre o mexilhão que se julga xico esperto,é ignorante mas não faz mal,o que interessa é ser do contra.Até Abril veremos cravos e rosas,depois de Abril os tais do contra começarão a repensar que afinal este pais já não é tão bom como acreditavam.Aí a culpa é do antigo governo.Depois….continuam do contra porque são burr

  15. Como é possivel este individuo falar desta maneira !… Este contrato é ilegal o governo que o concretizou não tinha legitimidade para tal e é por estas e por outras tratantadas que temos PPPs e Rendas altamente lesivas para os cidadãos Portugueses feitos pelo Estado legalizando autenticos Roubos em nosso Nome , sinceramente espero que António Costa os Anule a todos e renegoceie com Justiça e Imparcialidade .

  16. A realidade é dura, mas inevitável: Se queremos viver num contexto europeu de moeda única, meus senhores e minhas senhoras, é impossível não perdermos soberania, pois o facto (agrade ou não) é que dependemos do dinheiro que não temos, o qual pedimos emprestado. Temos duas hipóteses – ou aceitamos ceder poder para ter dinheiro ou aceitamos não ter dinheiro para ter um “encapotado” poder. Temos que decidir o que queremos!

  17. Nem o governo deve aumentar dívida nem os garotos europeus podem pensar que mandam nisto tudo ,porque a época de alguém mandar nisto tudo ….passou!

  18. A venda da TAP : estava ,há partida condenada ,porque o governo de Passos Coelho ,com a pressa de realizar a venda, fé-lo há pressa e não esperou pelo parecer do tribunal de contas e sem a aprovação deste organismo o negócio não podia ser feito, logo a venda da TAP , é ilegal.
    Os portugueses mais atentos e que acompanharam o caso , ficaram a saber de que moldes o negócio, estava ” engatado” . O consorcio comprador tinha o poder de devolver a TAP ao estado português se ao longo do tempo de exploração , se viesse a acumular prejuízos que leva-se o consorcio a desistir da TAP e o estado era obrigado a receber a companhia de bandeira e ficava responsável pelas dividas criadas .
    Alem do baixo preço de venda 10 milhões de euros , a qualquer momento ,o consorcio entregava a TAP e dai limpava as mãos .
    A pressa em negociar dava nisto. Esta foi a assinatura de um (des) governo que vendeu o pais ao capital angolano e chinês . Para onde foi todo este dinheiro não sei , mas sei que o governo de Passos Coelho, herdou uma divida pública de 94% do Pib e quando saiu a divida estava em 134 do PIB.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *